William Waack deve ser o primeiro contratado da CNN Brasil

A CNN Brasil, canal de TV fechado a cargo do empresário Rubens Menin e do jornalista Douglas Tavolaro, outrora vice-presidente de jornalismo da Record, deverá contar com William Waack entre seus funcionários.

Waack, que deixou a Globo em dezembro de 2017 – em meio a uma polêmica envolvendo racismo – já é considerado “nome certo” entre os contratados do novo canal de notícias, segundo informações obtidas pelo RD1.

William Waack acumula passagens por veículos como “Jornal do Brasil”, “O Estado de São Paulo” e “O Globo”. Em 1991, foi sequestrado durante a cobertura da Guerra do Golfo, no Iraque, por forças do ditador Saddam Hussein. Chegou à Globo em 1996, como correspondente em Londres. Em 2005, assumiu a bancada do “Jornal da Globo”, ao lado de Christiane Pelajo.

Além da contratação de Waack, os executivos da CNN Brasil buscam um local para abrigar a sede do canal em São Paulo. Há predileção por um ponto na Avenida Paulista – que abriga a TV Gazeta. Ainda, escritórios no Rio de Janeiro e no Distrito Federal; a CNN, cabe lembrar, também terá correspondentes internacionais. Toda essa estrutura deverá entrar em operação no quarto trimestre deste ano.

A CNN chega ao Brasil por meio de um contrato de licenciamento estabelecido por Rubens Menin, gestor de empresas como a MRV Engenharia, e Douglas Tavolaro com CNN International Commercial (CNNIC) para a implantação de “um canal de notícias multiplataforma produzido por brasileiros para brasileiros, estará disponível para assinantes da TV paga como um canal 24 horas e também diretamente para os consumidores, por meio das plataformas digitais”.

25/01/2019